Skip to main content

Seguro viagem: contrate e faça seu intercâmbio com segurança


Quando fazemos o planejamento para nosso intercâmbio, há tantas coisas nas quais precisamos pensar que algumas coisas fundamentais ficam de fora, principalmente se você é um intercambista de primeira viagem.

Uma dessas coisas fundamentais é a nossa segurança durante a viagem. Em nosso destino, não estamos protegidos contra infecções alimentares, gripes ou até machucados causados por esportes radicais ou momentos de lazer.

Se um desses casos ocorrer, será necessária uma visitinha ao médico local e isso pode custar muito caro, caso você não tenha um plano de saúde com cobertura internacional.


Como a maioria dos planos não cobre viagens, a não ser os planos mais caros e normalmente inacessíveis para estudantes e intercambistas, é comum sugerirem a contratação de um seguro viagem.

A Travel Ace, seguradora número 1 no Brasil em assistência a viajantes, fez uma pesquisa que revelou que apenas 30% dos viajantes brasileiros contratam um seguro ou assistência viagem.

Esse número é muito pequeno e mostra que 70% dos viajantes ficam desprotegidos em casos de problemas de saúde ou imprevistos. Você não quer estar nesses 70%, certo?

“Estão tentando me empurrar mais uma coisa?”

Em agências de intercâmbio ou turismo, é comum que você tenha esse pensamento. “Ai, caramba… Já estão tentando me vender mais coisa, além da viagem!”.

No entanto, mesmo que a loja esteja interessada, sim, em vender produtos e serviços para você, o seguro viagem é um serviço que vale a pena contratar.

O seguro viagem protege você em casos muito variados e comuns de acontecer em intercâmbios. Alguns são:

  • Problemas com a viagem em si: caso você tenha algum problema de saúde ou morte na família e precise cancelar sua viagem, o seguro arcará com multas, diferenças nas tarifas ou valores não reembolsados pela companhia aérea. Em caso de extravio de bagagem, o seguro paga para você um valor correspondente ao valor do que foi perdido no extravio, para que você possa comprar roupas e demais itens substitutos. O valor a ser pago e demais detalhes varia, é claro, de acordo o seguro contratado.
  • Assistência médica: caso você, durante a viagem, sofra algum acidente ou tenha problemas de saúde, o seguro oferece assistência 24h para você ser atendido no local onde estiver. A assistência inclui assistência odontológica em alguns casos – então, se informe com sua seguradora.
  • Deslocamento decorrente de problemas médicos: caso você tenha algum problema de saúde e precise ser deslocado de um hospital para outro – em casos de cirurgia, por exemplo -, o seguro viagem pode arcar com esse deslocamento, para que você seja atendido da melhor maneira possível.

Qual o melhor seguro viagem?

Os seguros viagem disponíveis no mercado atual têm diversas coberturas. O que você deve levar em conta, principalmente, é o nome da Instituição que está oferecendo o seguro.

As maiores seguradoras do Brasil, como Porto Seguro e Itaú Seguros, têm produtos de assistência viagem à sua disposição. Por isso, fica a seu critério escolher a instituição que lhe passa mais confiança e seriedade.

Lembre-se que você estará colocando sua vida nas mãos dessa empresa – então, escolha com cuidado!

Uma dica final

Para finalizar, uma dica de ouro: caso você escolha contratar um seguro de uma companhia menor, um produto mais simples e que se encaixe melhor em seu orçamento, verifique se o seguro viagem tem um número de “Processo SUSEP”. SUSEP é a Superintendência de Seguros Privados e fiscaliza todos os seguros de confiança comercializados no Brasil.

Portanto, se o seguro que está sendo vendido para você não tiver um número de Processo SUSEP, o ideal é desistir da contratação e procurar um produto que tenha esse número de processo. Esse código significa que o produto é controlado e fiscalizado pela SUSEP, o que significa que é um produto real, regulamentado e no qual você pode confiar.