O intercâmbio que eu não fiz…

O intercâmbio que eu não fiz...

Depois que vi uma blogueira famosa fazendo uma viagem para o exterior, onde iria estudar inglês por 4 semanas, algo aconteceu comigo.

Nesse dia eu descobri o real significado da palavra: intercâmbio.

Algo aconteceu comigo, um desejo intrigante entrou na minha mente e no meu coração. A partir desse momento faria de tudo para ter minha primeira experiência internacional.

A vontade de conhecer o mundo, me encontrar com pessoas que falam outra língua e viver uma cultura diferente, era algo que só de pensar me emocionava.

Em poucas semanas eu já estava seguindo milhares de perfis no Instagram. Todos sobre intercâmbio e viagens. Eu precisava me inspirar e aprender mais.

O sonho de fazer um intercâmbio

Eu já me via nas ruas de Nova York. Meu desejo era de pelo menos fazer 2 semanas de inglês lá.

Eu assistia todos os vídeos no Youtube de jovens falando de suas experiências lá.

Parece até que eu conseguia sentir o cheiro da Times Square e do Central Park, as vezes eu ouvia no meu subconsciente as sirenes das ambulâncias que não param naquele lugar.

E os seriados que passam em Nova York?

  • Friends;
  • Glee;
  • Gossip Girl;
  • How I Met Your Mother;
  • Suits.

Fazer uma maratona e assistir várias temporadas era normal, bastava eu planejar e fazia isso tudo em apenas um final de semana.

No Google Street View eu olhava cada pedaço da cidade! Ficava anotando cada lugar que eu iria tomar café, almoçar, jantar e etc.

Mas eu não tinha dinheiro

Minha família é de classe média baixa. E eu apenas estudo.

Meus pais não tem como me ajudar com esse sonho, pois os custos para fazer um intercâmbio são altíssimos.

Mas tudo bem, sem problemas. Eu li em algum lugar que existe a possibilidade de fazer um intercâmbio de graça, então fui ver como isso funciona.

Passei alguns meses estudando, pesquisando muita coisa…

Vamos lá! 90% das boas vagas, que na maiorias são bolsas de estudos, são para pessoas que estão se graduando na faculdade ou estão em busca de um mestrado ou doutorado em outro pais.

Tentei concursos, mas nunca consegui

Eu vi algumas oportunidades legais passar pela minha frente.

Concursos culturais de agências de intercâmbio, empresas privadas e até do governo.

Alguns concursos eram baseados em profissão. Pintura, fotografia, gastronomia e etc…

Outros eu teria que me apresentar como quem tem baixa renda, que meus pais não trabalham, me mostrar um líder e sem contar que já teria que falar inglês fluente.

Cara! Que difícil… Parece que para embarcar em um intercâmbio eu tenho que ser muito rico ou muito pobre.

Estudei muito sobre o assunto

Eu continuei estudando…

Vivia lendo artigos, assistindo vídeos e até em feiras de intercâmbio eu fui.

Posso dizer que sabia tudo sobre intercâmbio. Escolas internacionais, documentos, cidades, cultura local e etc.

Eu acho que me tornei apenas uma “pesquisadora de intercâmbio”.

5 anos se passaram e nada

O sentimento de frustração tomava conta do meu corpo.

Estudar sobre intercâmbio já não dava mais prazer. O tempo passou tão rápido, que eu me vi no último período da faculdade e nem passaporte eu tinha ainda.

Minhas prioridades estavam mudando. Pois como num passe de mágica, meu namorado virou noivo. E toda vez que o assunto casamento aparecia, eu lembrava do intercâmbio que não fiz.

Meu sonho está morrendo

Sinto que meu sonho está morrendo!

5 anos atrás ir para Nova York estudar inglês parecia tão perto, tão fácil…

Porquê eu nunca consegui uma bolsa de estudos? Como que tanta gente consegue fazer intercâmbio sem pagar nada? Será que o problema é comigo?

Minha vontade ainda é fazer um intercâmbio, mais agora eu não sei mais quando ou para aonde.

A vontade de desistir é grande!

Mas se eu

Eu me peguei imaginando algumas coisas…

Mas se eu estivesse estudando inglês por conta própria, ficaria mais fácil de conseguir oportunidades.

Mas se eu conseguisse um trabalho de meio período durante 5 anos, eu teria algum valor para dar de entrada nessa aventura.

Mas se eu parasse de me vitimizar, falando do pouco dinheiro que tenho e da falta de oportunidade, e ao invés disso agisse, muita coisa seria diferente.

Mas se eu parasse de colocar toda minha confiança em programas do governo para fazer um intercâmbio, acredito que já teria saído do Brasil.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *