Skip to main content

Vacina da Febre Amarela Para Vigem Internacional


Muitos viajantes, na hora de planejar seu intercâmbio, se esquecem de verificar as exigências sanitárias do seu país de destino. Uma das exigências mais comuns é a vacina contra a febre amarela.

A febre amarela é uma doença infecciosa séria, causada por um vírus e transmitida pelos chamados vetores. Quem contrai o vírus, normalmente, nem chega a apresentar sintomas ou tem sintomas muito fracos.

Os primeiros sinais mais comuns da doença são febre alta, calafrios, cansaço, dor de cabeça e dor muscular, náusea e vômito. Eles aparecem de repente e duram cerca de 3 dias. A doença tem uma forma mais grave, que costuma aparecer depois de um período curto de bem-estar (de até dois dias), quando a pessoa tem insuficiência hepática e renal, icterícia (olhos e pele amarelados), hemorragia e cansaço intenso.


O negócio é sério e não é à toa que a maioria dos países não permite a entrada de pessoas que não tenham comprovação oficial de que a vacina esteja em dia.

Países que exigem a vacina

Diversos países exigem comprovação oficial de que a vacina está em dia. Essa exigência é feita, no caso, quando o viajante é proveniente de um país catalogado como um país de risco. A listagem oficial da Organização Mundial da Saúde é extremamente extensa e deve ser acessada antes de você fazer sua viagem.

Dentre os principais destinos de intercâmbio que fazem essa exigência, estão:

  • Argentina
  • Austrália
  • Bahamas
  • Bolívia
  • China
  • Colômbia
  • Coreia
  • Índia
  • Panamá
  • Paraguai
  • Peru
  • Uruguai

Para ver todos os países que exigem a vacinação contra a febre amarela para a entrada em seu território, acesse a lista oficial da OMS (em inglês).

Essa comprovação também é exigida em casos de conexão nesses países, quando o viajante optar por sair do aeroporto. Isto é, se você vai fazer um vôo com conexão de muitas horas e quiser aproveitar para sair do aeroporto e dar uma passeada enquanto espera, você só poderá sair do aeroporto se estiver com a vacina em dia.

Em muitos casos, o viajante não é permitido nem embarcar em seu vôo sem esse documento em mãos. Portanto, para evitar imprevistos e possíveis atrasos em seu intercâmbio, tenha a vacina contra a febre amarela sempre em dia!

Documentação necessária: CIVP

A vacina contra a febre amarela tem “validade” de 10 anos e só faz efeito depois de 10 dias da data em que a vacina foi tomada. Isto é, você precisa tomar a vacina com pelo menos 10 dias antes de sua viagem.

O documento que os países exigem para comprovação de que a vacina foi tomada e que ainda está válida (com menos de 10 anos desde a data em que você foi vacinado) se chama Certificado Internacional de Vacinação ou Profilaxia, ou CIVP.

Para emitir seu CIVP, você precisa apresentar alguns documentos. Se você pretende tomar a vacina em um posto de saúde ou unidade de vacinação da rede municipal ou estadual, eles vão atualizar seu Cartão Nacional de Vacinação. Esse é um dos documentos que você deve apresentar para a emissão de seu CIVP.

O Cartão Nacional de Vacinação deve estar preenchido corretamente, com a data em que a vacina foi aplicada, o lote da vacina, a assinatura do profissional que aplicou a vacina e a identificação da unidade de saúde onde a vacina foi tomada. Fique atento para essas informações!

Se você prefere tomar a vacina em um serviço privado, fique ligado: esse serviço privado precisa estar credenciado junto a ANVISA.

Além do Cartão Nacional de Vacinação atualizado, você precisa apresentar também um documento de identidade com foto (CNH, passaporte, RG; Certidão de Nascimento é aceita para menores de idade).

Você precisará assinar seu CIVP quando ele for emitido. Então, nada de pedir para alguém levar essa documentação para você – você precisa estar lá para assinar!

A ANVISA disponibiliza Centros de Orientação ao Viajante, onde você pode se informar sobre essa e outras exigências sanitárias antes de concluir os preparativos para sua viagem. Veja a lista com os endereços dos Centros de Orientação ao Viajante e localize o mais próximo de você.

Lembre-se de considerar todas essas informações durante o planejamento de sua viagem – assim, você evita problemas e se protege também!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *