Skip to main content

Work experience: intercâmbio a trabalho


Aqui no blog, já falamos de outras modalidades de intercâmbio. O mais comum é que se escolha fazer um intercâmbio para estudar, seja um idioma estrangeiro ou algum campo de conhecimento que seja do interesse do viajante, do ponto de vista profissional.

No entanto, há quem deseje viajar para conhecer outras culturas e, quem sabe, juntar um dinheirinho. Nesse sentido, viemos apresentar hoje a modalidade de intercâmbio chamada de “work experience”.

Work experience, traduzido do inglês, significa “experiência de trabalho”. É um intercâmbio no qual o viajante vai a trabalho para outro país. As funções mais comuns são a de au pair (baby-sitter ou babá) ou cargos de pouca qualificação técnica, como funções na indústria alimentícia ou hoteleira.


Se você concluiu seu Ensino Médio e não sabe para onde ir daqui pra frente, pode ser interessante fazer um intervalo nos estudos e dar uma chance à vida no exterior. Muitos jovens viajam a trabalho, juntam as economias que ganharam por lá e voltam com a cabeça fresca, cheia de novos costumes e inspirações.

Essa pausa nos estudos e na vida cotidiana pode ser altamente produtiva. Chegar a um ambiente novo ajuda você a exercitar sua flexibilidade e adaptabilidade, além de exigir que você aprenda novos procedimentos de trabalho – no caso, os necessários para você desempenhar a sua função profissional no intercâmbio.

Enquanto isso, você vai praticando seu idioma estrangeiro, conhecendo pessoas novas e vendo tudo que o mundo tem a oferecer.

Algumas agências de intercâmbio oferecem essa modalidade com convênios com empresas de confiança, sempre dispostas a fazer novas contratações.

Os contratos de trabalho são por período definido, como 6 meses ou 1 ano, o que ajuda na hora da obtenção de seu visto (na categoria de visto de trabalho).

Se você pretende escolher essa modalidade de intercâmbio, aqui vão algumas dicas para tornar seu work experience ainda mais proveitoso:

  • Vá de mente aberta. O trabalho que você vai fazer pode não ser algo de que você goste, mas tenha em mente que a intenção é aprender coisas novas, interagir com outras pessoas e praticar seu idioma estrangeiro. Além disso, lembre-se das economias que você vai juntar ao longo desse período: você vai se sentir motivado rapidinho 😉
  • Seja flexível. É possível que seu horário de trabalho não seja sempre o mesmo ou que você venha a precisar fazer mais turnos ou horas extras do que você imaginava. Isso faz parte de qualquer trabalho: como estagiário ou funcionário júnior em qualquer empresa aqui no Brasil, você tem as mesmas chances de passar por isso. No exterior, não vai ser diferente.
  • Arregace as mangas! Você está viajando para trabalhar e juntar dinheiro para trazer para casa ou gastar com diversão no exterior. Portanto, não se deixe tomar pela preguiça ou pela insegurança de estar num lugar diferente. Essa é uma experiência única, que vai proporcionar a você muitos novos conhecimentos para trazer de volta para o Brasil.
  • Faça o seu melhor. Assim como em qualquer período de experiência em um estágio ou emprego, a ideia é aprender. Portanto, anote as partes mais complexas de sua função e busque fazer o melhor que você puder. Esse trabalho temporário pode abrir portas para você que você nem esperava: como um trabalho a longo prazo.

Agora, é só pesquisar uma agência de intercâmbio de confiança e mandar ver! Bom trabalho!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *