Skip to main content

4 dicas para intercambistas de primeira viagem


Nos últimos artigos do blog, já falamos sobre as modalidades de intercâmbio, já demos dicas sobre como escolher o melhor momento para seu intercâmbioabsorver a cultura local durante sua viagem. No entanto, algumas dicas mais fundamentais ficaram faltando, dicas de que intercambistas de primeira viagem vão precisar! Leia abaixo:

Legal, você vai fazer seu primeiro intercâmbio! Naturalmente, escolheu um destino que combine com você e uma modalidade de intercâmbio que mais se adapte às suas necessidades atuais (se vai trabalhar, se vai estudar uma profissão ou um idioma estrangeiro). Agora, o próximo passo é fazer as malas e pronto, certo? Errado! Há algumas coisas que você precisa saber antes de começar a se preparar para sua viagem. Leia as dicas abaixo com atenção.

1- Não leve muita coisa

Como se diz em inglês, “pack light” (nada de malas pesadas!). Tenha em mente que as coisas em outros países podem ser muito mais baratas do que no Brasil, por conta dos impostos específicos de cada país. Portanto, não se sinta obrigado a levar um monte de roupas e acessórios.


Leve o mínimo possível e deixe espaço sobrando em sua mala. Ou ainda, leve apenas uma mochila com o essencial e compre o resto lá fora – malas, lá fora, também são baratas.

Aproveite suas economias ou seus ganhos durante sua viagem para comprar aquele eletrônico que está caro no Brasil ou para renovar os looks do seu armário. Lembre-se que você também precisará de espaço para trazer as lembrancinhas que, com certeza, várias pessoas já pediram para você trazer! 😉

2- Esteja pronto para tudo

Quando falamos de levar pouca coisa, vale frisar que estamos falando de roupas e supérfluos. No entanto, num intercâmbio, é importante estar preparado para tudo.

Portanto, não deixe de levar algumas coisinhas essenciais para sua primeira viagem. Monte um kit de sobrevivência com os seguintes itens:

  • remédios – se você toma algum remédio regularmente, é melhor levar quantidade suficiente para tomar durante a viagem. Pode ser que você não encontre o mesmo remédio lá fora!
  • primeiros socorros – é importante poder cuidar de sua saúde em caso de machucados. Leve itens de primeiros socorros, como pomadas e demais coisas de que você precisa para fazer curativos. Isso inclui band-aids, muitos band-aids.
  • remédios para alergia – mosquitos e demais insetos irritantes não são exclusividade do Brasil. Portanto, se você é alérgico, leve sua pomada favorita.
  • acessórios diversos – guarda-chuva e galochas podem salvar sua vida no exterior. Lembre-se de que o clima lá fora é diferente do clima brasileiro. Então, vá preparado!
  • dicionário – se você não tem domínio do idioma do local que irá visitar, ande com um dicionário debaixo do braço!
  • lista de contatos de emergência – não esqueça que, lá fora, você pode se encontrar em uma situação emergencial e não saber para quem ligar. Faça uma lista dos telefones úteis: polícia, emergência, o local onde você estará hospedado (albergue ou casa de família) e a agência de viagens ou intercâmbio onde você adquiriu seu pacote de viagem (caso haja algum problema com os produtos e serviços contratados). Vale até anotar o telefone do consulado brasileiro mais próximo – “melhor pecar pelo excesso do que pela falta” de preparação! 😉

3- Dinheiro: encontre o meio-termo

Com relação a dinheiro, você precisa encontrar um meio-termo ideal entre não levar dinheiro algum em espécie e levar demais. Sair por aí andando com muito dinheiro é um risco muito grande, mesmo no exterior.

Andar com pouco dinheiro também pode dificultar sua vida, caso você precise de uma quantia maior e não encontre um caixa eletrônico próximo.

Portanto, busque um meio-termo e leve uma quantia de dinheiro em espécie suficiente para alguma situação em que não tenha como sacar mais dinheiro – e ande com seu cartão de débito ou traveler’s checks guardados em um local seguro. Assim, caso você precise, é possível “dar um jeitinho” de sacar mais.

4- Documentos essenciais

No exterior, alguns documentos são exigidos e outros não são aceitos. Portanto, o ideal é levar seu RG, sua carteira de motorista e seu passaporte. Na hora de passear, deixe o passaporte em um lugar seguro e ande com o RG e a carteira de motorista apenas – esses documentos são mais fáceis de substituir caso você os perca do que o passaporte!

Se você já fez intercâmbios antes e acha que ficou faltando alguma dica, deixe suas sugestões nos comentários! Assim, você pode ajudar um colega intercambista a se preparar ainda melhor! 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *